Mosteiro das Beneditinas, em Salvador, é opção de hospedagem para quem busca tranquilidade

19 de dezembro de 2013 as 7:33

Carmen Correia

O visitante que chega ao Mosteiro das Monjas Beneditinas, no bairro de Coutos, Subúrbio Ferroviário de Salvador, sente de imediato a energia positiva que se espalha pelo local. Logo na chegada, os hóspedes são recebidos por sorridentes e acolhedoras freiras, que ali desempenham o papel de atendentes, gerentes e administradoras do espaço.

O mosteiro – que está perto da paradisíaca Praia de Inema, tradicional refúgio dos presidentes brasileiros Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff – dispõe de 20 suites, sendo 16 duplas e quatro individuais. Além dos quartos com ventiladores, distribuídos em uma imensa área verde, a Hospedaria Getzemani, (que quer dizer, onde Jesus se reunia com os apóstolos), ainda dispõe de três salas para convenções, com capacidade para mais de 100 pessoas, espaços de reuniões, capela, refeitório, e um pinheiral que desperta no visitante o desejo de saudáveis caminhadas ecológicas e meditativas.

Atualmente a diária cobrada por pessoa, na Hospedaria, é de 95 reais, com as três refeições incluídas. Encontros e convenções também podem ser realizados no local, entretanto a atmosfera do mosteiro sugere repouso, paz e um encontro com o sossego.

A rotina do local é a mesma de um lar religioso católico convencional. Todos os trabalhos da casa são realizados pelas 19 monjas beneditinas que acordam bem cedinho, entoando cantos gregorianos na pequena igreja, que é aberta à comunidade. “Aqui, “fazemos tudo com muito amor e disciplina.. Preparamos as refeições, limpamos e arrumamos as suítes, além de todos os trabalhos administrativos”, disse Irmã Lucila, uma das 19 beneditinas.

Para a madre superiora, e uma das fundadoras do Mosteiro, a abadessa Vera Lúcia, 69 anos, o Mosteiro é uma casa de Deus, onde mora uma comunidade que preserva o espaço divino. “Mas esta casa também é de todos os que desejam um encontro consigo e com o Senhor”.

O Mosteiro e a Comunidade

O Mosteiro do Salvador existe há 36 anos, no bairro simples de Coutos, realizando desde a sua fundação um trabalho de inclusão social dos moradores pobres do subúrbio, tendo como base a educação e o trabalho. A primeira Abadessa do Mosteiro, e uma das suas fundadoras, foi a Madre Joana Calmon Vilas Boas.

As monjas não saem, mas os moradores das comunidades do subúrbio podem entrar no Mosteiro. Muitas crianças da região passam o dia na creche e na escolinha. Jovens e adultos freqüentam as oficinas para aprender uma profissão, além de praticarem balé, karatê, computação e capoeira.

A sala de costura, é um ateliê, onde são confeccionadas peças artesanais como toalhas, bolsas, xales, e recebe encomendas de vários estados brasileiros. O trabalho principal é a confecção de vestes religiosas usadas por padres e bispos.

Na cozinha, as beneditinas guardam um segredo, com sabor requintado: são os brisselets, (biscoitos suíços), que são vendidos no Mosteiro e em algumas lojas de Salvador.

Biscoitos Suíços

Massa feita com ovos, manteiga, farinha, açúcar, leite, óleo, sal e raspa de limão. Mas, tem um truque: você não pode fazer a massa e, imediatamente, fazer o biscoito por que não fica crocante. O ideal é preparar os ingredientes e, depois de duas horas, começar a fazer o biscoito.As monjas trabalham em silêncio e não pode ter um minuto de distração.

O processo tem que ser rápido. A massa é colocada em máquinas que vêm da Alemanha. Em menos de um minuto, uma das cozinheiras destampa, dobra a massa e tampa de novo. O biscoito sai quente e pronto para ser cortado. São vendidos em saquinhos, com sete biscoitos em cada.

As monjas beneditinas de Salvador também fazem sucesso na área musical. Elas já lançaram cinco CDs. As vozes dispensam instrumentos musicais, mas às vezes, acompanham os cantos gregorianos com cítara e flauta, que aprendem a tocar no Mosteiro.

A maior parte das músicas é composta pelas Irmãs, que também tocam cítara. Elas explicam que, apesar dos convites, não costumam sair para fazer apresentações.

Endereço e contato

Avenida Afrânio Peixoto, s/n, Coutos
Salvador Bahia – 71 – 31113900 – 3521 1802 www.mosteirodesalvador.org.br

Veja imagens do mosteiro:

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

  • Facebook
  • Twitter
  • Flickr
  • Orkut
  • You Tube
  • RSS
Disque Bahia Turismo Bahiatursa Secretaria de TurismoMinistério do Turismo